Veja aqui as possíveis causas de o saldo apresentado no seu fluxo de caixa estar divergindo do seu saldo demonstrado no extrato de contas.

Movimentações futuras

O fluxo de caixa considera todos os recebimentos que estão agendados no mês, enquanto o extrato de contas considera tudo o que "entrou na conta" até o dia atual.

Por exemplo, se houver uma cobrança quitada cuja data de crédito esteja prevista para o dia 23 de abril... No fluxo de caixa esse valor já está sendo considerado no mês de abril, mesmo que esteja sendo acessado antes do dia 23. Porém, no extrato de contas, esse valor só passará a ser considerado no dia 23.

Para visualizar essas movimentações que estão sendo contabilizadas no fluxo de caixa e não no extrato de contas, acesse Financeiro > Contas a Receber, clique em Busca Avançada e selecione um período posterior ao dia de hoje no filtro de Data Crédito.

Recebimentos de outras unidades

Caso sua empresa possua mais de uma unidade cadastradas no Conexa, é possível filtrar o fluxo de caixa por unidade. Ao fazer isso, os valores que são contabilizados nas entradas e saídas são relativos à origem do movimento. Ou seja, se uma cobrança foi faturada na unidade X porém foi modificada para o valor ser creditado em uma conta da unidade Y, esse valor continua sendo contabilizado apenas no fluxo de caixa da unidade X.

Transferências entre unidades

Transferências entre contas não são contabilizados no fluxo de caixa. Por conta disso, caso tenha ocorrido alguma transferência entre contas de unidades diferentes, o fluxo de caixa (ao ser filtrado por unidade) terá um saldo diferente do extrato de contas.

Divergência de lançamentos

Verificado as situações citadas a cima, outro comum motivo para uma divergência entre o Fluxo de Caixa e Extrato de Contas é a falta de algum lançamento, seja ele recebimento de cliente, lançamento de despesa ou até mesmo algum investimento, devolução de crédito e outros.


Encontrou a sua resposta?